ACS presta assistência ao PM vítima de latrocínio


A Associação dos Cabos e Soldados lamenta a crueldade feita com o Policial Militar Luís Emiliano do 35°BPM/M de Itaquaquecetuba, que foi gravemente ferido após o assaltante identificá-lo como policial.

Infelizmente, após 4 meses hospitalizado e lutando pela vida, o PM não resistiu e veio a óbito.

A família postou nas redes sociais sua indignação por não ter recebido nenhuma assistência por parte de organizações ligadas aos Direitos Humanos.

A ACS, porém, se solidarizou com a família e prestou toda a ajuda necessária, cumprindo sua missão de estar sempre ao lado da família policial militar.

Emiliano deixa três filhos e esposa.

 

A ACS DESEJA SINCERAS CONDOLÊNCIAS À FAMÍLIA E SE COLOCA À DISPOSIÇÃO!